Malévola - Existe meio termo?

10:00




Primeiro eu pensei em não assistir ao filme Malévola, mas depois que algumas pessoas comentaram sobre ele resolvi ir ao cinema.

Realmente a história é totalmente diferente do que assistimos quando éramos crianças, a bruxa deixa de ser bruxa e mostra o seu lado bom. Mas será que existe lado bom em quem é mau?

Bom, vendo o filme, tirei algumas conclusões que talvez algumas pessoas não gostem, mas é o que eu vi, e o que o filme realmente passa se vc parar pra refletir melhor. Se você não viu o filme, e pretende ver, pare por aqui, pq vou revelar o que aconteceu.

Malévola era boazinha quando criança, perdeu o grande amor da sua vida, que foi lá, cortou suas asas pra ter poder, e então ficou má;

O pai da princesa é que realmente é o mal da história, pois ele cortou as asas dela pra ser o rei.

Malévola não é tão mal assim, pois arrepende-se de ter jogado o feitiço que iria botar a princesa pra dormir pra sempre.

A princesa cresce e conhece Malévola e acha que ela é sua fada madrinha.

A princesa descobre que tem um pai, vai atrás dele, Malévola vai atrás dela, a princesa dorme pq fez 16 anos, e Malévola é quem a acorda com um beijo de amor.

Malévola mata o pai da princesa, e a princesa não tá nem aí pro pai e fica do lado de Malévola.

Então pera lá!

O mal não é tão mal assim? Existe um meio termo pra maldade? Bem coisa do tipo: eu sou uma bruxa boa; tenho uma inveja branca...

Gente não existe bruxa boa, não existe inveja boa!!! O que existe são pessoas querendo colocar e incitar pessoas e crianças a achar que fazer ou praticar o mal não tem problema!

A pior parte do filme acho que foi quando Aurora nem ligou por ter um pai e foi embora com a bruxa, que o matou!

Melhor prestarmos mais atenção sobre o que assistimos e o que deixamos nossos filhos verem.... a maldade só cresce pq hoje em dia tudo é normal...meios termos não existem, ou é bom, ou é mal!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Olá Dri,

    Então, não fiz questão ainda de assistir esse filme, pois pra mim amor verdadeiro ainda é do principe...rss..
    E concordo com seu comentário, pois os valores são outros, e não podemos deixar os valores certos prá trás..
    Adoro seu blog.. entro sempre pra ler...
    Abraços
    Mirian

    ResponderExcluir
  2. Gente, que isso!
    É um conto infantil reinventado e com classificação para acima de 10 anos. Foi enfatizado no comentário que a Malévola sempre foi má, no filme ela não nasceu má, a garota nem deu bola para o pai, Mas que pai foi aquele. Ela nunca o conheceu, ele nunca a visitou nem sequer um dia, havia impedimento pra isso? Quando ela voltou, nem um abraço ele deu na garota, estava consumido pelo ódio. Resumindo, o filme conta em sequencia> Alguém que amou e confiou e foi traído...houve um sentimento de amargura, de dor...quem dentre nós não se sentiria desse modo? Depois vem o arrependimento em várias partes do filme, que é um sentimento salvador e "transformador". Pelo comentário então uma vez ruim ou bom não há mudança, está decretado? O que é ruim ou bom, é para sempre? Quem hoje pode se considerar puro e sem falhas SEMPRE? A salvação está garantida então. CUIDADO com a arrogância e a visão estreita!... "eu não deixaria meus filhos assistirem esse filme".
    A falha seria deixar mesmo uma criança assistir sem o devido acompanhamento para explicar os reais valores do filme, as virtudes ali encontradas...como o amor de mãe representado pelo beijo de amor verdadeiro, que de fato, é o amor incondicional que nos acompanha desde o nascimento (que foi posto de forma surpreendente)
    e não surge num cavalo branco.
    O arrependimento, a força e determinação em defender seu lar, sua terra.
    Tudo é uma questão de orientação.
    Temos mesmo que estar alertas, porém vos digo: "analisai tudo, Retende o bem", pois as vezes a maldade está nos olhos de quem vê.
    Tenho uma filha de 7 anos e assisti em casa junto com ela..passei para ela esses valores, e ao final, ela deu uma abraço na mãe dela e pediu um "beijo de amor verdadeiro"...Achei o filme muito bacana, visualmente lindo e cheio de lições a serem aprendidas.

    ResponderExcluir
  3. Então você não viu o filme direito.. o pai da Aurora fica tão obcecado pela morte da Malévola que esquece de dar amor e proteção pra quem ele realmente devia se importar.. a filha! O rei é ganancioso, faz tudo por poder, e quer esta acima da situação armando contra a bruxa que nem se importa com a mulher que morreu.
    Aurora não sabe que existe um pai, e quando sabe vai procura-lo por respostas, já que foi Malévola que cuidou dela o tempo todo.
    Aurora fica decepcionada pois o pai que deveria recebe-la com amor e imensa saudade não se importa em ve-la.
    Ela não tem amor de pai, e ve claramente a maldade que existe nele e que não ve em Malévola.
    O amor da Malévola pela menina é tão grande que faz com que ela seja quem sempre foi na essência e mude.
    O filme ensina que o amor transforma as coisas e as pessoas, que amor verdadeiro é de quem AMA profundamente, e não de um qualquer que mau te conhece.
    Chega dessa história de príncipe encantado, adorei o filme!

    Agora veja frozen, mais uma história de amor, agora entre irmãs, provando que amar vai além de aparências e dessa história que toda menina deve esperar o seu príncipe, pq na vida real isso não existe!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião

Facebook:

Instagram

Page views