quarta-feira, 28 de setembro de 2016

O melhor risoto - La Grassa

Risotos tem sido a maioria das minhas pedidas nos restaurantes que tenho visitado, já experimentei diversos sabores deliciosos, porém o que mais agradou meu paladar foi o risoto de limão da Cantina La Grassa.

Eu e Alezão almoçamos lá semana passada. A cantina fica em Moema, é super charmosa e aconchegante. As massas são o carro chefe da casa, contando inclusive com 2 versões sem glúten! Queijos e entradinhas deliciosas também fazem parte do cardápio.

O atendimento é rápido e os garçons são bem atenciosos! Quando for não deixe de provar o suco de tangerina, nós amamos!

Mas vamos ao meu prato, porque falar é uma coisa, mas ver é outra, e comer é melhor ainda rs, a apresentação do prato também foi nota 10!

Posta de peixe (namorado) acompanhando de risoto de limão

Agora vou falar um pouco da sobremesa.... olha essa Torta da Nonna que você não pode sair do LaGrassa sem provar! Elá tem muitos pedaços de castanha do Brasil, a massa é crocante, e o creme azedo tem um gostinho especial!

Torta de leite condensado, castanha do Brasil e creme azedo

A experiência gastronômica na cantina LaGrassa foi ótima, e acessando o site você consegue ver todo o cardápio e os valores dos pratos, que achei justíssimos ;)


E olha que demais, o La Grassa criou pratos especiais para a 19ª edição do São Paulo Restaurante Week, evento que acontece entre 26 de setembro a 16 de outubro de 2016. A casa participará no almoço e jantar com o menu completo: duas opções de entradas, três sugestões de pratos principais e outras duas escolhas de sobremesa.
Confira as opções do cardápio:

ENTRADA
- Mix de folhas (com cebola roxa, mini milho, tomate cereja e molho de limão siciliano)
- Bruschetta de abobrinha com queijo fontina e pancceta

PRINCIPAIS
Para o almoço
- Saint Peter grelhado, com cama de legumes, molho de açafrão e brut
- Maltaglate de mignon (massa fresca feita na casa ao molho pomodoro, roti, tiras de mignon e cebolinha em conserva)
- Gnocchi de beterraba com molho de espinafre, nozes e queijo de cabra

Para o jantar
- Raviolli de ossobuco (massa recheada com ragu de ossobuco ao duo de molhos pomodoro e roti)
- Lombo de peixe grelhado (ao molho de peixe) acompanhado de tagliolini de rúcula na manteiga e sálvia
- Gnocchi de batata doce com creme de mascarpone e espinafre na manteiga

SOBREMESA
- Merengue de frutas vermelhas
- Brownie com calda de chocolate e castanha do Pará

O menu custa R$41,90 no almoço e R$52,90 no jantar. Bebidas e serviço deverão ser pagos à parte.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Cafés especiais: como prepará-los em casa



Vocês sabem que sou a louca do café?rsrs
Se não tiver café, minha cabeça dói!
Eu e Alezão tomamos muitas vezes depois das 22h quando chegamos da facu, e claro dormimos igual pedra depois kkk, por aqui o café não nos tira sono não.

Recebi essas dicas de como preparar cafés especiais em casa, e claro, não poderia deixar de dividir com vocês, bora aprender mais?

O consumo de cafés especiais no Brasil cresce em média 25% ao ano, isso porque o brasileiro está cada vez mais exigente no que diz respeito a café e muitos sabem a diferença entre o café especial e o café tradicional. O consumo deste tipo de bebida ultrapassou as paredes das cafeterias e já está substituindo o café tradicional nas casas de muitos brasileiros.

Por se tratar de uma bebida especial assim como o nome, para prepará-lo é necessário alguns cuidados para se obter o melhor sabor do produto. Por isso a franquia Empório Mineiro Cherin Bão separou 6 dicas de ouro para o preparo do café especial em casa, veja:

1- Ponto da Água:  Caso não tenha um equipamento que meça a temperatura da água e utilizar o bule, tenha atenção pois a água não pode ferver. O ponto correto é quando a água começar a liberar bolhas no fundo. Caso abra fervura, tire do fogo e aguarde em torno de 3 minutos para baixar a temperatura.

2- Utilize coador de papel: Hoje existem coadores específicos para cafés especiais, caso não tenha disponibilidade, utilize o comum. A dica é antes de colocar o pó, despejar um pouco de água quente para lavar o filtro. Filtros comuns podem liberar resíduo ou alterar o gosto do café, com essa dica você conseguirá um bebida com o sabor e aroma mais puro possível. NÃO USE COADOR DE PANO.

3- Não colocar açúcar: Muitas pessoas costumam misturar açúcar na água, ou até mesmo no pó, para o preparo de cafés especiais isto não deve ser feito. Eles já possuem um grau de doçura que para alguns paladares já é suficiente. Caso prefira mesmo assim colocar açúcar ou adoçante, coloque somente na xícara.

4- Conserve o café na própria embalagem: Cafés especiais são acondicionados em embalagens específicas, possuem uma válvula que retira o oxigênio da embalagem, evitando assim a oxidação do pó.

5- Café moído na hora:  Dê preferência a comprar cafés especiais em grãos, mas caso não tenha o moedor em casa, procure comprar o produto em cafeterias que façam a moagem do grão na hora para você.

6- Quantidade de pó: Para obter uma bebida saborosa, a proporção deve ser de 10% de pó ou seja para 100 ml deverá utilizar 10 gramas de pó.

Outro detalhe: essas dicas são para o café especial coado, sendo assim, ao pedir para moer o grão explique que deseja a moagem para esta finalidade. Isto é importante, pois existem outras formas de preparos como Expresso, French Press, Aeropress entre outros que demandam moagens específicas. Cada preparo ressalta características diferentes do café, e sem dúvida tem o seu charme.



sexta-feira, 16 de setembro de 2016

A menor impressora multifuncional do mundo - HP

Ontem estive em um evento de lançamento da nova e menor impressora multifuncional do mundo, da marca HP, a DeskJet 3776

Além de ser compacta, agora ela é colorida (disponível na cor azul), saiu daquele básico, ficou bem moderna e o que me deixou muuito feliz é que ela cabe até dentro da mochila! Na hora já pensei na super utilidade que ela terá aqui em casa, já que além das crianças estarem na escola, eu também estou fazendo faculdade, e muitas vezes será bem prático poder levá-la na casa de alguém para fazer um trabalho, e claro, usar em casa pois as novidades são grandes!

Direto do celular através do aplicativo All in one remote, podemos enviar qualquer arquivo através do wifi para ser impresso! Dentro desse aplicativo você consegue configurar fotos e documentos para que a impressão fique do jeito que você precisa!

A nova HP Deskjet Ink Advantage na cor azul elétrico está disponível para vendas no Brasil pela Loja Online da HP e nos principais varejistas. Para mais informações, acesse hp.com.br/minideskjet.

Essa aqui já é minha :)




domingo, 11 de setembro de 2016

Endometriose e infertilidade feminina



Vamos saber mais sobre a endometriose e suas causas, na entrevista abaixo?

Cólica crônica e dificuldade para engravidar são alguns dos sintomas de uma patologia que atinge de adolescentes a mulheres adultas: a endometriose. Suas causas não são muito claras e o tratamento varia em cada caso, mas somente seu nome já causa desconforto, pois a doença é considerada uma das principais razões da infertilidade feminina, atingindo de 10 a 15% das mulheres em idade fértil.

A endometriose é uma doença com uma diversidade clínica enorme, tanto que ao longo dos anos vem ganhando importância cada vez maior por interferir diretamente com a qualidade de vida de uma jovem saudável, além de ser importante causa de infertilidade. Estudos com grupos específicos de mulheres com dor pélvica ou com dificuldade para engravidar mostraram que a prevalência da endometriose beira os 40%.

Partindo do princípio que uma mulher vai ao ginecologista regularmente, sabe que tem endometriose e quer engravidar, é necessário acompanhar a evolução da doença de perto. “As avaliações clínicas e os exames complementares pertinentes são individualizados, dependendo da gravidade da doença e da dificuldade ou não para engravidar espontaneamente. Ou seja, serão adequadas caso a caso”, explica Dr. Diogo Rosa, um dos coordenadores do setor de endoscopia ginecológica do Grupo Perinatal.

Abaixo, Dr. Diogo Rosa responde a algumas perguntas sobre a relação entre endometriose e infertilidade:

1. O que é a endometriose?
 Nada mais é que uma condição na qual o endométrio, mucosa que reveste a parede interna do útero, cresce em outras regiões do corpo. E essa formação de tecido sobressalente, normalmente, aparece nos ovários, intestino, no reto, na bexiga e na membrana que reveste a pélvis, embora possa aparecer em outros órgãos. 

2. Há sintomas? Como posso saber se tenho?
- Pode se manifestar com muita dor ou se apresentar de forma silenciosa, portanto o diagnóstico é feito com base na história clínica da paciente, correlacionado ao exame físico e ginecológico. Como os sinais da doença podem passar despercebidos, mascarando a gravidade da lesão, é importante ir ao médico regularmente. O diagnóstico de certeza da endometriose só é feito através da biópsia da lesão encontrada, o qual é, geralmente, feito através de um procedimento cirúrgico. Não existe prevenção para a endometriose.

3. O que uma mulher com endometriose deve fazer se quiser engravidar?
- Por ser uma causa possível de infertilidade, a mulher sabidamente portadora de endometriose deve fazer acompanhamento com o seu ginecologista para avaliar a evolução da doença. As avaliações clínicas e os exames complementares pertinentes serão individualizados, dependendo da gravidade da doença e da dificuldade ou não para engravidar espontaneamente. Ou seja, serão adequadas caso a caso.

4. O uso desses métodos contraceptivos, como pílulas e DIU, influencia nesse processo?
- Sim. Essas substâncias podem servir como tratamento da endometriose. O controle clínico da doença é feito através do uso de terapia hormonal. Existem diversas opções para este tipo de terapia, através de pílulas a base de progesterona isolada, terapia hormonal combinada (anticoncepcionais), medicações injetáveis e em casos específicos até o DIU medicado com progesterona.

5. Quais os tipos de tratamento?
- A escolha do tipo de tratamento a ser utilizado depende de vários fatores, mas pode ser feito clinicamente, à base de hormônios, ou com intervenção cirúrgica, em casos específicos, para a retirada de focos da doença. Existem diversas opções para o controle clínico hormonal. Pode-se utilizar progesterona isoladamente ou terapia hormonal combinada, como os contraceptivos orais. Usam-se também medicações hormonais injetáveis e, em casos específicos, um dispositivo intrauterino (DIU) à base de progesterona.

6. Qual a rotina dessa mulher que deseja engravidar?
- Levando em consideração que o tratamento deve ser individualizado, a paciente que deseja engravidar deve seguir uma rotina de avaliação periódica com o ginecologista. O intuito é avaliar a evolução da doença, uma vez que a endometriose pode interferir negativamente na fertilidade, tanto pela possibilidade da doença levar a alterações na anatomia do sistema reprodutor feminino (trompas e ovários), como também pela ocorrência, em alguns casos, de alterações imunológicas causadas pelo processo inflamatório crônico, advindo da doença. Assim, a rotina de uma paciente que deseja engravidar deve estar pautada em uma boa relação médico-paciente, para que se possa fazer o melhor acompanhamento da evolução da doença, com exames periódicos pertinentes.

7. A questão da idade influencia no tratamento?
- Podemos analisar esta questão, subdividindo-a em dois aspectos: o tratamento da endometriose em uma paciente que quer engravidar e o tratamento evolutivo da endometriose fora da perspectiva de uma gestação. Na paciente jovem que quer engravidar o tratamento deve ser precoce e, em alguns casos, a conduta tende a ser mais intervencionista objetivando o sucesso da gravidez. No segundo caso, deve-se levar em conta que a endometriose é uma doença da mulher que menstrua, doença do período fértil, com influência hormonal. Sabe-se que na menopausa os sintomas tendem a atenuar-se bastante ou até mesmo a desaparecer. Deste modo, quanto mais próximo ao período da menopausa, mais conservador tende a ser o tratamento, procurando poupar ao máximo a mulher de um procedimento cirúrgico.

8. Quando deve acontecer uma intervenção cirúrgica?
- A cirurgia é uma das opções de tratamento, que não deve ser generalizado. Cada caso deve ser avaliado individualmente e a decisão sobre a melhor proposta terapêutica será tomada em conjunto, médico e paciente, após avaliarem todas as opções disponíveis. A escolha deve levar em conta o objetivo principal da paciente, que pode ser: melhora da dor, tratamento de infertilidade ou evitar progressão da doença para órgãos próximos, como intestino e vias urinárias.

A decisão sobre a melhor forma de tratamento deve ser discutida com um especialista, bem como o acompanhamento do caso, de forma a amenizar os males que a doença possa causar. Para o Dr. Diogo, o que tem de positivo nisso tudo é que houve um avanço considerável na investigação e no tratamento da endometriose. “O que proporciona bem estar às pacientes, possibilitando em inúmeros casos que as mulheres com dificuldade de engravidar possam constituir suas famílias”, comenta.

Related Posts with Thumbnails

Blog Dri Viaro - Família, viagens, gastronomia e cotidiano © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO